sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

86. Reencontro

Mel: Ah é? E vocês vão para o Brasil cuidar de mim? – o olhei sabendo da resposta.

Gonçalo: Sabes que não, mas a tua avó também não é a pessoa mais indicada para isso. – se sentou me encarando.

Mel: Ela é sim, sempre cuidou de mim, e agora que eu e o Rafa estamos na casa nova ela vai poder ficar lá com a gente e vamos cuidar uma da outra. – falei impaciente – O Rafa quer alguém de confiança do meu lado sempre, e a avó já disse…

Lúcia: A avó já disse que ia e vai. – entrou na sala interrompendo. – Gonçalo, a minha ideia de ir para perto deles não é de hoje, já vem desde de quando eles vieram cá. Eu vou e ninguém me impedirá disso. – falou firme e me abraçou.

Mel: Obrigado vó. – lhe sussurrei e ela foi cumprimentar Bruna.

Gonçalo: Daqui a pouco estamos a ir todos para lá. – disse indignado.

Mel: Outra vez esse medo bobo de que eu vou abandonar vocês, pai? – falei calma e ele suspirou pesado.

Gonçalo: Eu não posso fazer nada mesmo. – sorriu de canto e me puxou para o lado dele. – Me deixa ver a sua barriga. – falou bobo levantando a minha blusa. – Já cresceu Mel.

Mel: Já, já vai para dois mesinhos. – sorri com ele acariciando.

Ana: Você é a grávida mais linda que já vi minha princesa. – disse emocionada. – Mãe? Cuida bem deles. – pediu a minha avó que assentiu.

Bruna: Não se preocupem, vai dar tudo certo, o meu irmão é a pessoa mais protetora que conheço e com a Mel é o dobro, até exagera. – falou descontraída e rimos dela.

Ana: Eu percebi isso quando fomos lá.

Mel: Por falar nisso, eu tenho uma coisa para contar para vocês. – falei receosa brincando com os meus dedos. – Nessa época a gente estava separado. – confessei e recebi olhares confusos. – É uma longa história, eu vou contar tudo. Mas mesmo assim o Rafa me cuidou e me deu amor como se nada tivesse acontecido. – disse com os olhos brilhando. – Eu não me enganei quando me apaixonei por ele.

Gonçalo: Mas que história é essa? – indagou e Gabi e Lara entraram na sala sorrindo. Aquela casa estava recebendo mais visita que o normal, ri com meu pensamento e me levantei para as abraçar.

Gabi: A gente sabia que você vinha, sua avó nos contou, e como em casa dela não tinha ninguém pensamos que estarias aqui. – se justificou e pedi para que se sentassem que tinha algo para revelar.

Gonçalo: Minha filha agora até eu tive dó do Luan, tu foste muito inconsciente em esconder isso dele. – disse após lhe ter contado tudo.

Mel: Eu sei, mas eu tinha medo.

Lara: Essa vaquinha nunca me convenceu, desde quando saíram fotos deles juntos a alguns anos eu odiei, ela parecia muito mesquinha e falsa.

Mel: Eu tive a prova disso, mas agora ela está presa e nos próximos quinze anos teremos sossego. – respirei aliviada.

Lúcia: Eu sabia que vocês não estavam bem, dava para perceber. Mas só pela tua parte mesmo, porque o Luan estava igual, com o mesmo jeitinho apaixonado, o mesmo sorriso, o mesmo amor por ti. – constatou e sorri doce.

Mel: Avó a senhora trouxe as malas já? – ela assentiu – Mãe vamos fazer o jantar? – sugeri empolgada.

Ana: Eu vou fazer minha filha, fiquem aqui conversando.

Lúcia: Eu ajudo-te. – foram as duas para a cozinha e fiquei com as meninas e meu pai na sala. A minha barriga era paparicada.

Lara: Meu afilhadinho vai ser lindão. – disse e Bruna a olhou feio.

Bruna: Afilhadinho desde quando? Ele é meu. – falou convencida e Lara me olhou semicerrando os olhos.

Lara: Você deixou-me fora dessa Melissa?

Mel: Nossa que amuadinha gente. – brinquei – Sim, a Bruna e o David vão ser padrinhos do meu primeiro filho assim como do meu casamento, mas aí vocês estão dentro também.

Gabi: Mau era, se nos colocasses de fora eu matava-te. – ameaçou rindo.


Conversamos imenso e depois de terem colocado a janta no forno minha mãe e minha vó se juntaram a gente. Viajaríamos depois do jantar, assim chegaríamos a Sampa pela manhã.


Mel: Rafa, meu amor, daqui a pouco viajámos, você vai chegar que horas?

Luan: Melzinha vou chegar cedo, pelas 8h da manhã.

Mel: Será que você pode nos esperar? Chegámos pelas 9h.

Luan: Claro que eu espero. Quando desembarcar me avisa para dizer o carro em que estou.

Mel: Tá. Até mais meu amor, faz boa viagem. Te amamos.

Luan: Vocês também, aproveita para dormir Melzinha. Eu amo vocês demais.


Como combinado aterramos pelas 8h45 no Aeroporto Internacional de Garulhos e Luan avisou que nos esperava num carro branco. Com certeza seria alugado. Assim que nos viu deu luzes para que reparássemos. Ele estava com óculos e chapéu e deixei minha mala cá fora entrando com tudo para dentro do carro. Me sentei em seu colo e o beijei com saudade, muita saudade.


Luan: Ai que saudade desses beijos. – me deu um selinho e beijou meu ventre. – Meu filhote. – sussurrou e o abracei.

Mel: Eu quase morria meu amor, não aguento estar longe de você.

Luan: Mas a gente sempre volta um para o outro. – Bruna e minha avó entraram no carro.

Bruna: Guardamos a tua mala menina. – me avisou.

Mel: Obrigado cunha. 

Luan: Avó vou adorar ter a senhora com a gente. – olhou minha vó e sorriu meigo.

Lúcia: Eu que vou adorar ir nos seus shows. – rimos e beijei mais uma vez Luan passando para o banco da carona.

Luan: São pra você. – apontou para um ramo das minhas flores que repousava no tablier.

Mel: Obrigado meu amor.

Luan: O carro também é seu. – me falou de repente e parei o encarando.

Mel: Cê tá brincando?

Luan: Que nada. Você precisa de um, o que cê andava era do David, este é seu, e se você ainda não reparou é o seu preferido. – piscou o olho e o olhei desconfiada, eu realmente não tinha reparado no carro, estava mais interessada em beijá-lo.

Mel: Volkswagen new beetle? – indaguei surpresa e ele riu assentindo. – Só meu? – ele afirmou de novo e o abracei num impulso.

Luan: Amor cuidado. – avisou rindo, afinal ele estava conduzindo.

Mel: Eu te amo, te amo, te amo. – beijei o seu rosto. – É o carro dos meus sonhos.

Luan: Eu sei, por isso quis te presentear. – apertou minha perna.

Bruna: Também quero um.

Luan: Você primeiro tem de aprender a dirigir e depois compra um, quer dizer, o pai te compra.

Bruna: Nossa, você podia fazer o papel de melhor irmão do mundo e me oferecer, que cê acha? – falou manhosa e Luan riu.

Luan: Não acho nada, na altura a gente vê isso. – sorriu irónico.


Deixamos Bruna em casa e fomos para a nossa. Mostrei o quarto á minha avó e fui me banhar com Rafa que já lá estava relaxando. Nem tive coragem de desarrumar as malas. Nos deitamos e adormecemos. Acordámos pelas 18h30 e depois de nos vestirmos descemos encontrando minha avó cozinhando.


Luan: Hum, que cheiro gostoso. – abraçou minha avó e lhe deu um beijo no rosto.

Lúcia: Deixei a vossa roupa a lavar na lavandaria. - nos sentamos à mesa conversando. 

Mel: Oh avó não era necessário, eu tratava disso depois.

Lúcia: Não custa nada, eu vim para ajudar.

Luan: Ajudar com a Mel e o bebé, não com as lides domésticas D. Lúcia. – advertiu -  Mas eu já falei com a mamusca mesmo, ainda esta semana vamos ter uma empregada.

Mel: E você me avisa agora? – o olhei um pouco chateada – Deveria ter me falado antes, eu tenho de saber se a empregada é aquilo que a gente precisa.

Luan: É da confiança da mamusca, não tem porque estar assim.

Mel: Se eu não gostar contrato outra.

Luan: Tá bom, mas não precisa ficar chateadinha.

Lúcia: Se habitua meu neto, mulher grávida é bipolar. – ri sarcástica e Luan me olhou com sorriso de canto. – Por falar em gravidez, você já fez o papanicolau?

Mel: Ainda não, vou marcar para a próxima semana, mas só por prevenção mesmo, porque estou saudável avó.

Luan: Papa quê? – nos olhava confuso – Quem é que papa o Nicolau? – perguntou inocente e tive uma crise de risos. – Qual é a graça?

Lúcia: Luan é um exame ginecológico que se chama papanicolau. – explicou.

Luan: Tipo exame de sangue?

Mel: É, só que ao invés de retirar uma amostra de sangue retira uma amostra do útero. – continuei explicando segurando o riso e ele nos ouvia atentamente.

Luan: Eles vão colocar uma seringa na barriga amor?

Lúcia: Não é na barriga meu filho, eles usam uma espécie de pinça com uma colherzinha e introduzem no órgão genital da mulher para retirarem uma amostra. – Dito isto a cara de Rafa ficou espantada, sem pestanejar.

Luan: Na sua… - falava devagar e assenti – Quem vai fazer isso? É muié né? – indagou desesperado.

Mel: O Dr. Eduardo amor, o obstetra que você escolheu.

Luan: Nossa senhora Aparecida. – colocou as mãos na cabeça e minha vó ria com a reação dele. – Cara, mas não é obrigatório, você falou que era por prevenção, não é necessário fazer. Não faz amor. – me suplicou.

Mel: Vou fazer sim Rafa, isso previne muitas coisas e além do mais o doutor é que sabe né?

Luan: Eu vou junto. – ameaçou e assenti rindo.

Lúcia: Vamos jantar agora, que esta criança precisa de comer. – minha avó falou trazendo para a mesa da cozinha um jantar leve.

Mel: Amor diz aos seus pais para virem passar o dia de amanhã com a gente aqui. – sugeri.

Luan: Vou dizer amorzinho.

Lúcia: Eu cozinho. – se ofereceu alegre.


Depois do jantar subimos para o quarto, a gravidez me cansava demais. Mas assim que me deitei não consegui pregar o olho. Luan assistia tv e o acompanhei.


Luan: Sexta viajámos para Salvador amor. Vamos passar o Carnaval lá.

Mel: Estou ansiosa meu anjo, deve ser massa. Mas quando chega a empregada?

Luan: Deve chegar na quinta amor. Vai todo o mundo pra Salvador, meus pais, minha irmã e sua avó também.

Mel: Legal. Você vai cantar no trio?

Luan: Eu tenho um show de Festival mesmo amor, mas depois vamos aproveitar a festa nos trios sim, a Veveta me chamou pra cantar com ela. – disse entusiasmado, a admiração que ele nutria pela Ivete era linda.

Mel: Sabe o que eu estava aqui lembrando. Já que não temos nada para fazer, e estamos sem sono porque não jogámos vídeo game? – me sentei na cama e o olhei esperançosa.

Luan: Sabe o que me lembrei? Daquele desafio que a gente falou lá em Lisboa, lembra? Por cada golo uma peça de roupa.

Mel: Foi pensando nisso que te sugeri Rafa. – disse envergonhada e ele riu indo preparar o aparelho.

Luan: Vamos ver quem é melhor Melzinha. 






Boa noite amores! Vocês não andam comentando nada :( 
O pai da Mel não estragou nada, se deu por vencid, já sabe que não pode fazer muita coisa né ahah Nosso casal matou a saudade, e Luan ainda surpreendeu a Mel ! E esse exame que ela vai fazer? Luan ficou bem irritadinho, mas não pode fazer nada né? kkkk E agora esse jogo do casal? Será que dá boa coisa?
Comentem amores, libero o próximo com 5 comentários de pessoas diferentes! (Desculpem, mas agora vai ser assim). Beijocas!

10 comentários:

  1. Awn que coisa fofa! A saudade é boa demais no reencontro ne?
    Esses dois sao a coisa mais dengosa desse mundo. Dengosa e safada kkk
    E a vo ta feliz demais deestar com eles, isso é tao bom :)
    Hum...quero so ver o resultado dessa partidinha de video game!
    Beijinho xu

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois é *.* Tem de ser 50% de cada amor ahah
      Beijos anjo <3

      Eliminar
  2. Ai povo, comentem aí suas preguiçosas! Eu quero mais capitulos! :)
    Eu sempre achei esse carro que a Mel gosta muito parecido com os carros da Barbie rs
    Que bom que a dona Lúcia veio para o Brasil cuidar da Mel.
    Luan totalmente inocente a respeito do papanicolau kkkkkk Aposto que se pudesse, com certeza ele mesmo faria o exame.
    Hum...e esse desafio? Vai dar em boa coisa, com certeza hehehe

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Você é a minha comentadora mais fiel Cams ahah
      É, o carro é parecido com o Barbie mesmo e eu tenho ele em rosa, ahah amo a Barbie e desde pequena que sonho ter um carro como esse, só me falta um Luan para me oferecer ahah
      Luan é muito engraçado ahah Não sei se ele faria Camila ahah aquele lá acho que fugia ahah
      Né? Coisa boa sempre com esses dois xD

      Eliminar
  3. Kkkkkkkkkk nem eu sabia dessa exame amg kkkkk Luan desesperado. E esse jogo?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sério? Ele tem vários nomes amiga mas o mais conhecido é por este. Tadinho do Rafa ... Vai pegar fogo ahah

      Eliminar
  4. Estou amando , continuuua !
    O que será que vai rolar nesse jogo ein hmmmm

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado Maria Clara :)
      Vai rolar coisa boa né? kkkkk

      Eliminar
  5. Luan não era só vc que não sabia desse exame tá?! Haha!! Que reencontro lindoo!! Casal fofuxo esse!! Amo d+!!! Que bom que a Vó Lúcia veio para o Brasil cuidar da Mel!!! E esse jogo o que será que vai rolar??? Continuaaa!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahahah ainda bem que a fic é cultura também ahah
      São uns amores ahah Vai ser coisa boa com certeza Sofs ahah

      Eliminar